Por mais infâncias felizes…

Porque não custa nada deixar uma criança ser criança. Ela deve ter o direito de dançar da forma que ela acha que se deve dançar. Mexer seus braços de forma desconexa e descobrir a felicidade de girar e de ser guiada por alguém.

Existe felicidade em se ver o mundo pela primeira vez, em de se apaixonar pela primeira vez, em amar comer doces até dizer chega, em ouvir sua mãe cantando, em ver aquele mesmo desenho várias e várias vezes e de rir das mesmas coisas infinitas vezes.

Crianças felizes tornam-se adultos menos frustrados.

Deixe que corram, deixem que caiam e que se levantem para correr mais, que elas possam ver as estrelas mais vezes e que tenham que fazer a lição de casa mesmo que não queiram. Porque na verdade tudo isso faz bem.

Eu sei que muitas crianças precisam amadurecer antes do tempo e anseio por ver o tempo em que isso não mais acontecerá, mas até lá, acho que você pode deixar seu filho sem aquele curso de inglês por mais um ano. Ele não precisa aprender aquilo agora, ele precisa daqueles minutos para brincar e para sonhar em ser um super-herói ou uma super-heroína.

Por mais perguntas complexas, por mais “não sei”, por mais “vamos procurar”, por mais viagens pela imaginação, por mais momentos em que apenas se retoma o fôlego para continuar com a brincadeira.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s