Sobre relacimentos

Essa semana, várias amigas minhas tiveram sérias decepções amorosas e decidiram que eu era a melhor psicóloga para ajuda-las a passar por isso. O mais estranho é que além de eu mesma ter uma psicóloga, eu não estivem em muitos relacionamentos amorosos. Na verdade mesmo, eu só estive em um pseudo relacionamento em todos os meus 22 (quase 23 anos de vida).

Ao confrontar minha melhor amiga sobre isso (sim, ela está em um relacionamento lindo agora que vai durar bastante, né mozão Lucas?!) ela me disse que muitas vezes as pessoas nos procuram porque nós temos um conhecimento maior sobre o assunto. Mas como eu, que só tive um relacionamento afetivo na

vida vou saber mais do quem já teve vários? Simples! Minhas amizades e o que vi sobre relacionamentos.

A verdade é que somos condicionados a querer tudo hoje em dia. Queremos pessoas bonitas ao nosso lado que ao mesmo tempo possam satisfazer todos os nossos sonhos criados pela Disney. Amor não é assim. Amor é decisão.

Já me chamaram de radical quando eu disse que o meu objetivo era um amor como o descrito por Paulo de Tarso em sua carta aos Coríntios cap. 13. Mas a bem verdade é que o amor de verdade é assim. Amor é esperar é ter paciência. É decidir estar com aquela pessoa todos os dias até o  fim de suas vidas, seja ela da forma que você sonhou ou não.

Eu adoraria ser namorada do Ed Sheeran, mas por que criei um Ed em minha própria mente. Me baseie em suas músicas e acreditei que ele seria um modelo ideal. Mas eu não sei. E nem você saber. Pode ser que ele seja um cara bem grosso e mal educado, pode ser que não. Pode ser que meu futuro seja gordinho ou magrinho ou não goste de livros tanto quanto eu. As pessoas são diferentes e é isso que faz o mundo extraordinário.

Nós mulheres não somos todas modelos da Victória Secrets e nem a musa do carnaval. Da mesma forma que  nem todos os homens são Orlando Bloom, Zac Efron e Caio Castro. Não adianta acharmos que vamos encontrar o amor de nossas vidas no rosto mais bonito que encontramos na rua todos os dias. E também não adianta pensarmos que nossos amores vão escrever músicas como Thinking out loud, She, Cold Coffe, Chassing Cars ou qualquer outra música linda que você escuta quando não está bem com seu amor.

Não se sabe eles vão nos trair com outra ou não. Não se sabe se vamos acabar traindo alguém ou não. Eu espero que ninguém seja traído ou traia alguém. Se as coisas não estão boas você pode acabar o namoro ou até mesmo o casamento.

Mas a questão é que não podemos controlar esses aspecto da vida e jamais poderemos. Muitas coisas nós não podemos controlar e acredite eu estou apenas aprendendo isso ainda e é bem dolorido.

Nós jamais saberemos porque tal pessoa fez tal coisa ou porque nós sentimos o que sentimos pelas pessoas que sentimos. Faz parte dos mistérios da vida. Mas eu também não acho que seja errado eu sonhar em encontrar um amor como o descrito por Paulo (São Paulo pra mim ou Paulinho para os mais íntimos rsrs). Vou continuar sonhando com ele sim, por que se Deus pode me amar assim, creio que Ele terá criado alguém nesse mundo que pense assim e que procure uma mulher que procure isso (no caso, eu).

Então, para as minhas amigas. Vale a pena sim correr atrás do amor, desde que ele seja amor de verdade, ou seja, ele precisa te fazer bem mesmo que ele não seja tão bonito quando o (sei lá) Ben Barnes. Homens, parem de acham que todas só queremos ir pra balada e beijar vários, nesse ponto somos todas Hazel Grace Lancaster: “Ela não quer ser amada por muitos, mas apenas por um”.

Quando você se depara com uma garota na balada, pode ter certeza que ela está tentando curar o coração quebrado, encontrar o príncipe dela ou apenas tentando esquecer um pouco dessa realidade que não a agrada. ” Bem você construiu um mundo mágico, Porque sua vida real é trágica” (Paramore – Brick by boring Brick).

Todas as músicas de amor, todos os poemas, todos os livros, todos os versos e inclusive esse blog, buscam respostas para questões que criamos mas que jamais saberemos responder. Eu não sou mais experiente que ninguém nessa questão e nem sou mais madura como algumas pessoas me dizem, prova disso são as minhas escolhas ridículas de controlar todas as situações. Eu sou apenas mais chata e tenho medo do que pode me acontecer quando deixo as coisas acontecerem.

Enfim, amor é decisão. É escolher estar com aquela pessoa todos os dias, seja ela da forma que ela for. E se for muito difícil: “Loving can hurt, loving can hurt sometimes (…)but is the only thing that makes us feel alive” (Ed Sheeran – Photograph)

E caso você esteja em dúvida, a carta escrita por Paulo de Tarso está em carta aos coríntios 1, cap 13.  e a minha parte favorita é essa:

“4 O amor é paciente,

o amor é prestativo;

não é invejoso, não se ostenta,

não se incha de orgulho.

5 Nada faz de inconveniente,

não procura seu próprio interesse,

não se irrita, não guarda rancor.

6 Não se alegra com a injustiça,

mas se regozija com a verdade.

7 Tudo desculpa, tudo crê,

tudo espera, tudo suporta.

8 O amor jamais passará.

As profecias desaparecerão,

as línguas cessarão,

a ciência também desaparecerá.”

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s