Ah menina, o tempo passa.

Você não nasceu pra viver do pouco.
É, aceita isso. Você conhece seu coração e também conhece seus sonhos todos. Sabe que deseja muitas coisas para se conformar com a mesmice de todos os dias – de todas as pessoas.
Você quer conhecer vários países. Quer conhecer várias culturas, provar vários vinhos e vários tipos de comida. Você não nasceu para aceitar esse pouco que lhe oferecem. Acorda menina, o mundo é todo seu. Você sabe, bem melhor do que eu: essa cidade não tem espaço o suficiente para seus desejos. Não adianta apertar aqui ou ali, eles simplesmente não cabem. Até quando você vai espremer ou deixar de lado suas vontades para se encaixar num lugar que você tem certeza que não pertence?
Menina, o tempo voa. Amanhã o futuro será hoje, e o hoje terá se tornado só história. Como anda sua história, menina? O que você tem feito? Como foi o seu dia? Você está indo dormir com a consciência tranquila e o coração pleno com pequenas coisas realizadas?

Eu sei que você tem escondido seus anseios, com medo de ferir as expectativas alheias. Sei também que você acha que o mundo é grande e assustador – mas também é mágico. Onde está sua magia? Onde você a escondeu dessa vez? Viver essa vida sem a mística da existência não tem graça alguma, e eu sei bem que você sabe disso. Nos seus olhos – esses com esse brilho infantil cheio de brincadeiras, estão reclusos todas as suas vontades, e eu consigo ler todas. Eu consigo ler tudo. Eu consigo ler você. E você é maior que tudo isso.
Sim, eu usei essa palavra. Estou adjetivando? É o que eu faço. Você é maior que o medo do mundo grande.

Você é grande. 

Eu sei que não parece, mas você sabe o quanto cresceu. Você amadureceu também, menina, e eu sei que isso não é fácil. Mas amadurecer não quer dizer endurecer. Não endureça, não perca chance alguma. Vá conhecer a praia. Descubra se o som do mar ao anoitecer vai te acalmar ou não. Vá conhecer a neve. O central Park – vá fazer o caminho do Holden. Mas vá. Não estacione, menina. A vida é curta e o hoje está acabando.
O que você fez hoje? Algo para se orgulhar? Algo que mereça ser contado posteriormente? Todo dia é o melhor dia para fazer algo por você. Posso te contar um segredo, menina? O verdadeiro fracasso é esse medo do fracasso. O não você já tem… Mas, eu não estou vendo você lutar pelo sim.
Menina, o futuro já é agora. Você não pode mais deixar pra depois. Saia do pouco, do comum, do ordinário. Você merece mais do que isso que você se sujeita.
Vá buscar o que ama. Faça o que te deixa feliz. Busque algo novo. O tempo voa, menina. Amanhã pode ser que nada disso importe mais. Ou pior, pode ser que importe, e importe cada vez mais – e você deixou os dias passarem. Você não buscou dar o seu melhor. E sabe por que? Porque o seu melhor não cabe aqui, nesse pouco.

Menina, levanta. Hoje é um novo dia. Respira fundo, vista sua melhor roupa e vá em busca do que te pertence. Esse mundo é seu. Ele é todo seu. Não deixe de sonhar. Sonhe grande, você não nasceu pra viver do pouco.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s